Logo Sebrae Previdência
 
 
 

HOME > CONHEÇA MAIS > NOTÍCIAS

02/02/2021

Sebrae Previdência completa 17 anos próximo ao primeiro R$ 1 bi de patrimônio

Em 2020, o Sebrae Previdência tomou as melhores decisões a curto prazo para obter resultados positivos no longo prazo, e utilizou instrumentos disponíveis no mercado para mitigar os efeitos mais severos da queda de preços dos ativos, bem como algumas ações tempestivas que visaram aproveitar algumas oportunidades nos momentos de recuperação de preços.  A eficiente gestão dos investimentos proporcionou a diversificação adequada para superar, por exemplo, o parâmetro de renda fixa (CDI) no momento em que os ativos de risco de forma geral caíram de preço.

 

O Instituto chega aos seus 17 anos, neste dia 2 de fevereiro, como referência em gestão de planos de previdência. De acordo com a 5ª pesquisa de satisfação, realizada ao final de 2020, o esforço realizado pela Entidade para continuar gerindo o patrimônio de maneira eficiente, ao longo dos últimos anos (incluindo o difícil período de pandemia), foi percebido e aprovado pelos participantes, comemora o diretor-presidente Edjair Alves. “O processo de construção do SEBRAE PREVIDÊNCIA, o qual participei desde sua concepção, sempre foi fundamentado nas boas práticas de governança e em princípios éticos, de forma a salvaguardar o futuro de milhares de participantes e suas respectivas famílias. Ao completar 17 anos, pudemos constatar durante todo esse período a satisfação dos nossos participantes, patrocinadores e instituidores, bem como o reconhecimento pelo sistema de previdência complementar e órgãos normatizadores e fiscalizadores como uma das referências do setor. Após atingir a adesão plena no Plano SEBRAEPREV, motivo de sua criação, o SEBRAE PREVIDÊNCIA se tornou uma entidade multiplanos, na busca da perenidade da sua sustentabilidade”, disse Edjair.

 

Em relação ao plano instituído do Sebrae Previdência, o diretor de Seguridade, Nilton Cesar,  fala sobre a previsão de novos convênios de adesão para o Valor Previdência, em 2021. “Este ano deveremos estabelecer ações para superar o “mito” de que apenas ações presenciais trazem mais resultados. O mundo mudou e atuaremos para evoluir na comercialização do Plano Valor Previdência (já composto pelos planos Família, FenaconPrev e CoreronPrev) e o mais novo plano da Ordem dos Pastores Batistas do Brasil, que será implantado em abril. E nesses 17 anos da Entidade, queremos comemorar com a implementação, até o mês de outubro, do Plano Setorial para Micro e Pequenas Empresas. Será mais um ano marcante para o SEBRAE PREVIDÊNCIA”, afirma Nilton Cesar.

 

INVESTIMENTOS

 

Após um ano difícil, cheio de incertezas, o que esperar de 2021 em relação aos investimentos é a pergunta mais frequente entre os participantes. Segundo o diretor de Administração e Investimentos, Victor Hohl, as estratégias para este ano já foram definidas, e sempre serão revistas a depender do cenário econômico. Acompanhe a seguir a análise feita pelo diretor Victor, bem como os resultados mais recentes dos investimentos.

 

O impacto da pandemia repercutiu com fortes efeitos na demanda agregada*, implicando em uma desaceleração da atividade econômica no Mundo, bem como no Brasil. Esses resultados serviram para comprovar a relevância de formarmos a nossa reserva financeira para imprevistos e compreendermos melhor as características de risco de cada investimento, cientes de que as nossas escolhas de investimentos definirão tanto o montante de nossa reserva, quanto o nível de oscilação desses valores.

 

No pior momento da crise, pessoas que possuíam recursos concentrados na Bolsa de Valores, chegaram a acumular perdas próximas a 40%, ao longo de 2020. Para o ano de 2021, esperamos um ambiente de investimento menos incerto, contudo, a velocidade para a volta de uma certa normalidade dependerá do ritmo da contenção da pandemia (covid).  Os agentes do mercado financeiro estão animados com o cronograma da vacinação e apostam que essa é a grande reposta para a retomada economia.

O Brasil, além de depender da superação dos efeitos mais adversos da pandemia, precisará avançar na agenda de reformas (administrativa e tributária), além da pauta de privatizações. Se o país não conseguir fazer sua lição de casa, mostrando aos agentes de mercado avanços no controle fiscal das contas públicas, é possível que enfrentemos muitas dificuldades, o que impossibilitará atrair recursos externos (investidores internacionais) para financiar nosso crescimento.

 

Assim, diante desses desafios, e vivenciando um ambiente de taxa de juros em patamares historicamente muito baixos, tanto no lado doméstico (Selic), como no ambiente internacional, a alocação dos planos de benefícios do Sebrae Previdência apontará para uma otimização da relação retorno versus risco dos ativos que integram os segmentos elegíveis para alocação.

 

Teremos como foco o aumento da diversificação da carteira, estudando novos produtos para investimento no exterior e aumento de nossa carteira de crédito no segmento estruturado, com ampliação do prazo médio e com foco em emissões atreladas a índices de preços (inflação). Nossos gestores de investimentos serão ainda mais demandados na utilização dos limites de risco de cada perfil de investimento. Abaixo, seguem os limites de risco aprovados para cada perfil:

Perfil I (Conservador)

Perfil II (Moderado) e Plano Família

Perfil III (Arrojado)

Para os momentos de maior volatilidade de mercado, iremos explorar cada vez mais as estratégias de proteção com uso de derivativos, que no ano passado contribuíram bastante na mitigação de risco da carteira de investimento.  Abaixo é possível observar que, historicamente, possuímos uma relação risco x retorno (índice Sharpe) superior à média da indústria (IFHA - Índice de Hedge Funds ANBIMA).

 

Percebemos na tabela acima que os perfis do Sebrae Previdência possuem volatilidade (risco) menor que a média da industrial (IHFA), Sharpe superior, perdas mensais inferiores e mais meses positivos, desde o início do Plano Valor Previdência (plano formado pelo Família, FenaconPrev e CoreconPrev).

 

É dessa maneira, com uma gestão responsável, e enfrentando os desafios do mercado com as ferramentas adequadas, que pretendemos superar no ano de 2021 o patrimônio de R$ 1 bilhão.  Será um marco importante para o Sebrae Previdência, um compromisso dos Conselhos Deliberativo e Fiscal, e da Diretoria Executiva.

 

* Em macroeconomia, é a demanda total de bens e serviços numa dada economia para um determinado momento e nível de preços. É o total de bens e serviços na economia que será adquirido a todos os níveis de preços possíveis.